11 de dez de 2008

Prefeitos eleitos do Litoral Norte discutem saneamento em reunião histórica

Projeto Praia Verde é apresentado em encontro que discute os principais problemas e metas para melhorar a balneabilidade das praias monitoradas pela Cetesb no Litoral Norte de São Paulo

Prefeitos e representantes das quatro cidades do Litoral Norte reuniram-se com representantes do Estado, na terça-feira, dia 9, em Ubatuba, para discutir a questão do saneamento na região. O encontro foi considerado histórico pelos participantes.
O gerente do Departamento de Tecnologia de Águas Superficiais e Efluentes Líquidos da Cetesb, Eduardo Mazzolenis de Oliveira, apresentou o Projeto Ambiental Estratégico Praia Verde. “Nossa meta principal é reduzir a incidência de bandeiras vermelhas nas praias monitoradas pela Cetesb. Desta vez não será apenas o ‘Projeto Verão’, mas sim uma agenda permanente de trabalho para 2009, com metas estabelecidas. Será uma forma diferente de trabalho, durante todo o ano, com as prefeituras definindo as prioridades de cada município”, explicou. Segundo ele, os principais problemas que afetam a balneabilidade são a ocupação irregular e a insuficiência de infra-estrutura sanitária.
Também foi apresentada a proposta do “Selo Verde”, um certificado para hotéis, pousadas, colônias e campings que atendam as normas ambientais, a ser lançado neste verão. Entre as normas estão o uso racional de água e energia, a minimização dos resíduos sólidos, o tratamento de esgoto e a disposição final ambientalmente adequada.
O prefeito de Ubatuba, Eduardo Cesar, manifestou insatisfação com relação à forma como a Sabesp vem trabalhando na região e sugeriu um termo de ajustamento de conduta. “Estamos cansados de pedir e não sermos atendidos. O prazo do contrato da Sabesp em Ubatuba vai vencer e, se eles quiserem continuar na cidade, terão de atuar de outra forma”, disse.
O prefeito eleito de Ilhabela, Antonio Colucci, também criticou a empresa, que, segundo ele, só atende 5% da população com rede de esgoto. Ernani Primazzi, prefeito eleito de São Sebastião, pediu que o Estado fiscalize a Sabesp, que, na sua opinião, é uma das maiores poluidoras do município.
O encontro contou ainda com a presença do gerente regional da Cetesb, João Carlos Milanelli; do secretário executivo da Secretaria Estadual de Habitação, Silvio Figueiredo; da secretária executiva do CBH-LN, Lenina Mariano; do secretário de Arquitetura e Urbanismo de Ubatuba, Rafael Ricardi Irineu, entre outros. O deputado estadual e prefeito eleito de Caraguatatuba, Antonio Carlos, não pôde comparecer devido a um compromisso na Assembléia Legislativa, mas foi representado por Maria Inêz Fazzini.

Nenhum comentário: